27/08/05

XXII Domingo Comum - A


Palavras que meditei e quero partilhar a respeito da Liturgia do XXII domingo.

A leituras deste dia, o XXII do tempo comum, convidam-nos a descobrir o amor de Deus. Este amor do Criador pelas suas criaturas é um “amor louco”! Um amor total, pleno e definitivo.
O “amor louco” que Deus tem pelas suas criaturas exige, da parte destas, uma resposta! Deus exige de cada um de nós uma resposta amorosa!
Deus porque muito nos ama… criou-nos, enviou-nos o seu Filho para o conhecermos em plenitude e aguarda por nós no seu reino eterno! Tudo o que Deus pede é que as suas criaturas respondam com amor ao amor que ele já manifestou e continuamente continua a manifestar pelo Espírito Santo!
A resposta amorosa que Deus nos pede a nós…seus Filhos… é o esforço por traçar no mundo um caminho de amor, carregando diariamente a nossa cruz! (isto resume os textos sagrados deste domingo)
Sobre esta temática, falava a primeira leitura… Jeremias conta a sua experiência pessoal! Este profeta, seduzido por Deus, colocou toda a sua vida ao serviço deste mesmo Deus, procurando colocar-se sempre ao serviço dos projectos divinos! No “caminho” da sua existência esta fidelidade a Deus fez com que tivesse de enfrentar os poderosos e teve de colocar em causa a lógica do mundo! Este enfrentar a lógica humana trouxe-lhe sofrimento, solidão e perseguição!
Na leitura Jeremias lamenta-se pelo peso da cruz que tem de suportar. Ser profeta…ser testemunha de Deus…testemunhar este amor Divino que Deus nos tem exige enfrentar injustiças, opressões… Testemunhar o amor Divino significa colocar em causa os interesses egoístas e os esquemas materialistas sobre os quais se constrói a história do homem e do mundo!
Também nós, como Jeremias, porque somos baptizados somos chamados a ser profetas! Somos chamados a ser a “boca” de Deus no Mundo! Somos chamados a amar de forma apaixonada a palavra de Deus e a coloca-la em prática! Se nos esforçarmos por proceder como Jeremias estaremos a ser profetas da verdade e fieis testemunhas de Jesus! Se assim procedermos sabemos que estaremos a correr riscos… de certo que a nossa cruz ficara mais pesada! Com certeza muitas vezes nos lamentaremos de estarmos a lutar sozinhos… mas Deus jamais abandona os que O amam e a justiça final virá quando formos chamados a tomar posse do seu reino eterno!
O evangelho vem na mesma linha de ideias da primeira leitura! Jesus avisa os seus discípulos de que o caminho da vida verdadeira não passa pelos triunfos e êxitos humanos, mas passa pelo carregar da cruz diária e pelo testemunho de vida. O próprio Jesus quis percorrer esse caminho! Ele nunca buscou honras humanas… foi fiel à vontade do Pai até à morte! Teve de carregar a cruz mais pesada e deu a própria vida para testemunhar o amor do Pai! Quem quiser ser seu discípulo tem de aceitar percorrer um caminho semelhante!
No evangelho é colocada frente a frente a lógica dos Homens (Pedro) e a lógica de Deus (Jesus)! A lógica dos Homens assenta muitas vezes no poder, no domínio, no prestigio e no êxito social! A lógica humana garante-nos que a vida só tem sentido, só tem sabor se estivermos sempre do lado dos vencedores, dos ricos dos socialmente reconhecidos! Na lógica do mundo só os famosos, só os que ocupam um lugar importante na politica ou na televisão são felizes!
A lógica de Deus é radicalmente diferente! Aposta na entrega da vida a Deus e aos irmãos! A lógica de Deus garante-nos que a vida só faz sentido se assumirmos os valores do reino e vivermos no amor, na partilha, no serviço, na humildade e simplicidade.
No nosso dia a dia somos confrontados com estas duas lógicas! Qual será a nossa escolha?! Qual a lógica que comanda a nossa existência?
A lógica humana parece conduzir a uma felicidade mais imediata… a lógica divina parece ser demasiado utópica e distante! A lógica humana não exige tanto esforço mas de certo não nos preenche plenamente o coração nem nos concederá uma vida eterna de felicidade! A lógica humana pode dar felicidade, reconhecimento social… muitas palmas e adolaçoes…mas não da de certo paz de consciência nem conforto de coração. Só a lógica de Deus… na sua exigência pode preencher o coração!
A lógica de Deus exige tomar a cruz! Tomar a cruz é amar até às ultimas consequências! Quem quiser seguir Jesus tem de estar disposto a dar a vida pelos irmãos! Quem quiser dizer-se cristão tem de lutar contra as injustiças de todo o tipo! O cristão baptizado… o cristão consciente não tem medo de lutar contra a miséria, a exploração, o pecado! O cristão verdadeiro não tem medo das represálias dos poderosos na terra!
Aquele que segue a lógica de Deus sabe que tem de carregar a sua cruz sabendo sempre que Deus o ama muito!
O seguidor de Jesus é aquele que está disposto a dar a vida para que os seus irmãos sejam mais livres e mais felizes. O cristão consciente não renega o baptismo e compromete-se diariamente em lutar contra tudo o que priva o homem da liberdade verdadeira que só a verdade que é Jesus manifesta!
Deus ama-nos! Quer que carreguemos a nossa cruz e quer que o testemunhemos! Todos temos a nossa cruz… cada um queixa-se da sua! A nossa cruz, dizemos, é sempre a mais pesada a mais difícil de carregar! Nós não merecemos a cruz que temos de suportar… Neste domingo somos convidados a não murmurar contra a nossa cruz… carreguemo-la com coragem e determinação! Aquele que muito nos ama saberá recompensar o nosso esforço!
Por mais pesada que seja a nossa cruz não é mais dura que a de Jesus! A cruz que carregamos diariamente será a nossa santificação… será a chave que nos há-de abrir a porta da vida eterna!
Que Jesus nos ajude a sermos fieis ao seu amor! Que não tenhamos medo de abraçar a sua lógica em detrimento da lógica do mundo! Que Jesus nos ajude a carregar a nossa cruz de cada dia!

4 comentários:

MC disse...

O que significa, hoje, na Igreja, ser Profeta?

Pe. Tó Carlos disse...

Profeta... Testemunha! É ser "a boca de Deus" no mundo pela forma de agir! Os Profetas eram os que escutavam a Palavra de Deus e a levavam aos irmãos... Essa é a missão à qual ainda hoje todos os Baptizados são chamados.

MC disse...

Apetecia-me brincar consigo e dizer: Essa é a resposta do catecismo. Qual é a sua?
Um padre meu amigo, costuma dizer: "O Profeta, é o que tem a Palavra de Deus numa mão e o jornal na outra!"
O Profeta, tem que escutar os sonhos de Deus, para cada homem. E os anseios dos homens. Dos homens que buscam Deus, dos que O procuram sem saberem. Dos que já ouviram tanto falar d'Ele, mas não lhe descobriram o verdadeiro rosto.
Dos que ouvem muitas palavras, mas não vêem corações convertidos...De tantos modos, temos de falar de Deus, hoje.
Já lá vai o tempo da "chapa cinco".

Pe. Tó Carlos disse...

Concordo plenamente não consigo dizer melhor...