03/09/05

Pater, in manus Tuas...


Nas tuas mãos, ó Pai…
Entrego a minha vida!
Eu quero o que Tu queres,
Meu Deus, minha guarida!

Amar, confiar e partir
Para sonhar e viver;
Caminharei a sorrir
Por saber que estou
In manus Tuas Pater!

A Tua mão protectora
Sempre me há-de acompanhar!
Seguir-Te-ei, pois me chamas…
Eu sei quem quero amar!

Obrigado Luis e Paulo pela ajuda!

3 comentários:

Anónimo disse...

poeta? desconhecia essa faceta...

lindinha disse...

TODOS NÓS SOMOS POETAS...BASTA QUERER, NÃO É TÓ?

Pe. Tó Carlos disse...

Claro!