13/01/07

Rally Lisboa-Dakar


O Vaticano – não sei muito bem quem - adjectivou o Rally Lisboa – Dakar de “corrida da irresponsabilidade”. Nada que não me tivesse passado já pela cabeça. No ano passado morreram 4 pessoas nesta corrida e este ano também já faleceu, pelo menos, mais uma.
Realmente só lá vai quem quer…tudo bem…mas numa cultura dita de normal as pessoas ficam preocupadas quando um simples divertimento leva à morte de tantas pessoas! Pelo menos eu fico! Pior ainda… morrem as pessoas e no dia seguinte tudo continua… exactamente na mesma! Como se nada se passasse!
Também me custa bastante saber que muitos milhões de euros são gastos em grandes jipes, motos e camiões e ainda magníficos aparelhos de localização… tudo alta tecnologia… e a caravana passa por países tão pobres e com tantas dificuldades… Ostentação de riqueza!? Não sei! Não conheço e posso estar a fazer um falso ou injusto juízo…
Bem… mas não vou defender o Vaticano prefiro falar antes e valorizar uma noticia que ouvi hoje na Rádio Renascença que falava de uma acção de solidariedade que uma cadeia de hipermercados em Portugal está a levar a cabo para levar material escolar a Dakar.

5 comentários:

Anónimo disse...

gostava de ver igual indignação relativamente aos peregrinos que morrem atropelados a cumprir promessas a pé a caminho de fátima

Pe. Tó Carlos disse...

1º os peregrinaçao nao é simples diversão como um rally;

2º os peregrinos nao vão ostentar riqueza em regiões carenciadas;

3º A morte de peregrinos só revela a nossa falta de senso! (tanto dos peregrinos que por vezes nao cumprem as regras como dos automibilistas que abusam nas velocidades!)

4º Nao consigo comparar em gravidade as mortes que acontecem exclusivamente por diversão a outras que infelizmente acontecem em gente que quer viver a sua fé!Limitaçao minha de certo!

Anónimo disse...

1º os peregrinaçao nao é simples diversão como um rally;
- Nada tenho contra a diversão, pelo contrário.

2º os peregrinos nao vão ostentar riqueza em regiões carenciadas;
- Concordo, geralmente vão deixar, onde ela não escasseia.

3º A morte de peregrinos só revela a nossa falta de senso! (tanto dos peregrinos que por vezes nao cumprem as regras como dos automibilistas que abusam nas velocidades!)
- E de quem promove esse tipo de manifestações, não?

4º Nao consigo comparar em gravidade as mortes que acontecem exclusivamente por diversão a outras que infelizmente acontecem em gente que quer viver a sua fé!Limitaçao minha de certo!
- Concordo, pois a morrer, prefiro a diversão pela devoção.
Nada tenho contra o prazer, a felicidade, o amor; sou consequência!
Grato pela atenção,
José.

T.C. disse...

1º Viva a diversão... De preferencia que não morra ninguém!

2ºA riqueza que deixam acredito terá um final adequado!

3ºNunca mandei ninguém fazer peregrinações (nem acho que seja assim tão promovido pela Igreja). Quem faz as promessas lá sabe os seus motivos... Nunca fiz mas admiro quem as faz com fé verdadeira!

4ºNada tenho contra o prazer e a diversão mas se tivesse que escolher a forma de morrer... Ainda bem que somos tão diferentes!

Anónimo disse...

É dos nervos por causa do refrendo.aprende a perdoar irmão.