10/07/06

Um Sacerdote deve ser...

Muito grande e ao mesmo tempo muito pequeno;
Nobre de espírito, como de sangue real;
Simples e natural, como de raiz camponesa;
Herói na conquista de si mesmo, homem que lutou com Deus,
Fonte de santificação, pecador que Deus perdoou;
Soberano dos seus desejos, servidor dos tímidos e fracos;
Que não se inclina perante os poderosos,
Mas se curva diante dos pobres;
Discípulo do seu Senhor, guia do seu povo.
Mendigo de mãos estendidas, portador de dons inumeráveis;
Homem no campo de batalha, mãe para confortar os doentes;
Com sabedoria da idade madura, e confiança de um menino;
Voltado para o alto de pés bem assentes na terra.
Feito para a alegria, experimentado no sofrimento;
Afastado de toda a inveja;
Transparente em todos os pensamentos
Olhando muito além, falando francamente
Amigo da Paz, inimigo da inércia.Fiel para sempre…
Tão diferente de mim!

Manuscrito Medieval encontrado em Salsburg

1 comentário:

palheirense disse...

Medieval??? Podia ter sido escrito hoje pois é bem actual.
Abraço