21/06/07

Uma questão de profissionalismo

Parece-me que cada vez se exige mais dos padres para que sejam simplesmente “profissionais do culto!”
Admito que não gosto nada quando sou conotado com esta imagem… Profissional do culto! Quando muito poderia e deveria ser “profissional da oração” e mesmo esta definição ainda poderia dar azo a conotações erradas!

1 comentário:

osperegrinos disse...

É verdade...

E a Igreja contribui muito para esta imagem!

Acabo de saber que não poderei receber as exéquias, quando morrer, porque sou divorciado! Ordens do Bispo de minha Diocese...

Outros não recebem as exéquias porque não pagam o dízimo!

Nossos padres dão atendimento preferencial a quem mais investe na comunidade!

Mas existem os padres bons, os católicos bons! Só que, por causa de uns, todos pagam o pato!

Não é???

Paz & Bem!!!

Zé Luiz.